Textual description of firstImageUrl

Ator de Hollywood Renasceu? História Chocante de Suposta Reencarnação



Um caso curioso de suposta reencarnação, onde uma criança conta sua vida passada em Hollywood. Conheça a história de Ryan Hammons.




















Esta é a história de Ryan Hammons, um jovem menino que vive em Muskogee, Oklahoma. Ele nasceu de pais cristãos em 2005. Seu pai é policial e sua mãe é deputada do condado. Quando Ryan tinha quatro anos, ele começou a brincar de ser um diretor de filmes. Então começou seus pesadelos. Ele começou a acordar nas noites, gritando e segurando seu peito e a dizer que seu coração explodiu. Ryan falava sobre coisas de que ele nunca teve conhecimento. Falava sobre Hollywood, que estava a vários milhares de quilômetros de sua casa.

Depois de um ano, Ryan disse a sua mãe, Cyndi: "Eu costumava ser outra pessoa. Eu costumava ser grande, mas agora sou pequeno." Ele sempre contava a sua mãe: "Eu gostava mais quando eu era grande e eu poderia ir sempre aonde eu quisesse ir. Odeio ser pequeno." E sempre que Ryan via uma foto das colinas de Hollywood na televisão, Ryan dizia "Essa é a minha casa!" E chorava para levá-lo lá. Inicialmente, Cyndi ignorou suas histórias, mas quando Ryan começou a revelar mais detalhes de sua vida passada, Cyndi começou a acreditar. Ela disse. "Suas histórias eram tão detalhadas e extensas que, simplesmente, não poderia uma criança ter inventado".

Ryan contaria histórias sobre a reunião de estrelas como Rita Hayworth. Ele contou a sua mãe sobre suas luxuosas férias no exterior, dançando na Broadway e trabalhando para uma agência onde as pessoas mudavam seus nomes. Ele disse que ele tinha uma grande casa branca e uma piscina em Hollywood e a rua em que ele morava tinha a palavra "rock" nele. Ele disse que teve cinco casamentos e três filhos.


Sendo uma Batista, Cyndi não acreditava na reencarnação. Ela manteve a história de Ryan em segredo, mesmo de seu pai. Por curiosidade, ela mesma começou a procurar a verdade para ajudar seu filho. Ela pegou livros da biblioteca local sobre Hollywood e mostrava as fotos para Ryan.

"Então nós encontramos uma foto, e isso mudou tudo", disse ela.

Em um dos livros, havia uma foto publicitária do filme de 1932 "Night After Night", estrelado por Mae West em sua estréia no cinema. Havia dois homens na foto de frente e cercados por quatro homens. Ryan apontou para o homem no meio e disse: "Ei, Mama", ele disse. "Este é George. Nós fizemos um filme juntos." Mostrando o homem à direita, vestindo um sobretudo e de cara séria. "Esse cara sou eu. Eu me achei! "


Cyndi ficou chocada quando Ryan apontou para a imagem do filme. Cyndi não conhecia nenhum dos rostos. Mais tarde, descobriu que o homem era o ator-produtor-agente Marty Martin. Agora, Cyndi decidiu obter ajuda profissional. Ela se aproximou do Dr. Jim Tucker, um bem-entendido psiquiatra infantil da Universidade da Virgínia. Ele tinha experiência no estudo de crianças de 2 a 6 anos, que alegaram lembrar suas vidas passadas.[Saiba mais AQUI]

O Dr. Tucker entrevistou Ryan. Depois de muita pesquisa sobre os detalhes que Ryan deu a Tucker, ele foi capaz de confirmar quem Ryan havia apontado na foto. Ele foi Marty Martin, um ator que fez pequenos papéis extras nos filmes e mais tarde ele se tornou um poderoso agente de Hollywood. Martin morreu em 1964.


"Se você olhar para uma foto de um cara que pouco se sabe, em um filme, e depois me contar sobre sua vida, não acho que muitos de nós poderia saber tanta coisa sobre a vida de Marty Martyn", disse Tucker. "No entanto, Ryan forneceu muitos detalhes que realmente se encaixam com sua vida ".

Tucker com muitas dificuldades, conseguiu rastrear a filha de Martyn. Junto com ela, Tucker confirmou 55 detalhes que Ryan havia dito sobre sua vida anterior. Assim como Ryan havia dito a sua mãe, Martin tinha dançado na Broadway, viajou para Paris durante as férias e trabalhou em uma agência onde os nomes de palco foram dados para diferentes clientes.


Tucker também descobriu que Martin viveu no 825 North Roxbury Dr. em Beverly Hills. Tinha a palavra "rock" em seu nome. Os outros fatos que Ryan havia dito sobre seus casamentos e filhos também estavam corretos. O número de irmãs que Ryan afirmou ter tido também estava correto, e até sua filha não sabia.

Cyndi ficou aliviada ao saber que a história de seu filho combinava com a de Martyn. Ela disse: "Ele não estava louco! Realmente havia outra família." Então, Ryan revelou algo que foi um grande choque para todos.

"Ele disse que não sabia porque Deus havia deixado-o viver até os 61anos e então faze-lo voltar como um bebê", disse Tucker. Esta declaração de Tucker parecia ser incorreta, porque segundo a certidão de óbito de Martyn, ele tinha 59 anos quando morreu. Mas, como o Dr. Tucker fez mais pesquisas, descobriu que o que Ryan disse não estava errado. Martyn nasceu em 1903 e não em 1905, o que significava que Martyn tinha 61 anos quando morreu. A certidão de óbito estava errada.


Agora, Ryan tem cerca de 11 anos de idade. Suas memórias da vida passada estão desaparecendo. O Dr. Tucker diz que isso é típico, à medida que as crianças envelhecem.

Há mais de 15 anos, o Dr. Tucker estuda crianças de 2 a 6 anos que dizem lembrar suas vidas passadas. Tucker diz que as crianças, às vezes, são capazes de dar detalhes sobre as vidas passadas que são suficientes para encontrar a pessoa real que eram, não tão famosas, e que morreram para sua família há muitos anos.

"Eu acredito na possibilidade de reencarnação, o que é diferente de dizer que eu acredito na reencarnação", explica. "Eu acho que esses casos exigem uma explicação fora do comum, embora isso certamente não significa que todos reencarnamos".

Compartilhe no Google Plus


Sobre Luciana Costa

Blogueira, escritora e life coach. Autodidata aplicada, amo psicologia e filosofia. Gosto de mistérios e curiosidades em geral. Esse blog é parte do que mais gosto de descobrir: os mistérios do mundo.

0 comentários:

Postar um comentário